Estudos

TCE: Abordagem integrada

Autores: Edson Oliveira, José Pedro Lavrador; Maria Manuel Santos; João Lobo Antunes.

Resumo: “O traumatismo crânio-encefálico constitui um problema de saúde público com importante impacto económico e social. A sua incidência tem aumentado a nível mundial à custa dos países em desenvolvimento mantendo-se como a principal causa de mortalidade e morbilidade entre adultos jovens. Os autores apresentam um revisão do tema, numa perspectiva generalista, abordando e integrando aspectos epidemiológicos, fisipatológicos, clínicos e terapêuticos.”

O estudo contou com o apoio da novamente.

Leia aqui

O traumatismo Crânio-Encefálico é a maior causa de morte

O traumatismo Crânio-Encefálico é a maior causa de morte e de incapacidades nas crianças e jovens adultos no mundo e é responsável por quase metade das mortes causadas por trauma.

[(*), pag164]

Muitos anos de vida produtiva ficam perdidos, muitas pessoas sofrem dezenas de anos por incapacidades causadas por traumatismos crãnio-encefalicos. O TCE tem um enorme peso em termos de custos financeiras para os individuos que o sofrem, as familias com quem vive e para a Sociedade que os sustenta. Muitas vidas e anos de reabilitação e sofrimento podem ser poupados através da prevenção. [(*), pag164]

Os acidentes rodoviários sao a maior causa de TCE em termos globais (…)

No ano de 2020, estima-se que os acidentes rodoviários passem de 9º para 3º lugar na tabela dos maiores causadores de “doença” e passam a 2º lugar nos paises subdesenvolvidos. (*), pag172]

(*)WHO Library Cataloguing-in-Publication Data
Neurological disorders : public health challenges.
1.Nervous system diseases. 2.Public health. 3.Cost of illness. I.World Health Organization.
ISBN 92 4 156336 2 (NLM classifi cation: WL 140)
ISBN 978 92 4 156336 9

Epidemiologia dos Traumatizados Crânio-Encefálicos em Portugal

Maria Emília Santos
Liliana de Sousa
Alexandre Castro-Caldas

Escola Superior de Saúde do Alcoitão
Laboratório de Estudos de
Linguagem
Centro de Estudos Egas Moniz
Instituto de Ciências Biomédicas
Abel Salazar
Universidade do Porto
Faculdade de Medicina
Universidade
de Lisboa
Ver estudo aqui

Rehabilititation for Persons with Traumatic Brain Injury

World Health Organization
United States Department of Defense
Drucker
Brain Injury Center
MossRehab Hospital, USA
2004
Ver estudo aqui

Subjective experience in brain injured patients and their close relatives

A European Brain Injury Questionnaire study
Thomas W.
Teasdale
Anne-Lise Christensen
Klaus Willmes
Gérard Deloche
Lucia
Braga
Franz Stachowiak
Josep M. Vendrell
Alexandre
Castro-Caldas
Ritva K. Laaksonen
Michel Leclercq
Ver estudo aqui

Facts about Traumatic Brain Injury

Department of Health & Human Services . USA
Center for Disease Control
and Prevention
Ver estudo aqui

Neurological Disorders: Public Health Challenges

Neurological disorders: a public health approach (Neurological disorders
associated with malnutrition, Pain associated with neurological disorders,
Parkinson’s disease, Stroke, Traumatic brain injuries)
World Health
Organization
2006
Ver estudo aqui

Traumatismo crânio-encefálico: diferenças das vitimas pedestres e ocupantes de veículos a motor

Regina M. C. de Sousa
Fabiane C. Regis
Maria S. Koizumi

Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da Escola de
Enfermagem
Universidade de São Paulo – Brasil
Ver estudo aqui

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –