novamente em ação

The European Pillar of Social Rights: going forward together

Participamos na conferência “European Social Pillar”, a representar e defender os direitos da pessoa com deficiência e suas famílias.

Veja aqui o programa

Observador – Bicicletas e uso obrigatório de capacete

Artigo de Opinião – Vera Bonvalot (Diretora Executiva) – NOVAMENTE

Leia aqui

Parlamento Europeu e Forum Europeu para a deficiência reunidos

O Comité Executivo do Forúm Europeu para a Deficiência EDF discutiu hoje com o intergrupo para a deficiência do Parlamento Europeu as prioridades para o próximo período do movimento para a deficiência, com a definição de uma política de acessibilidade para a Europa.

“use a cabeça – use capacete”_Comunicado NOVAMENTE

A sinistralidade em Portugal é da maior importância para a NOVAMENTE. Os acidentes rodoviários são a principal causa de traumatismo craniano grave nas idades “jovens adultos”.
O traumatismo craniano grave é a principal causa de deficiência ou morte em jovens adultos (segundo a Organização Mundial de saúde), causando sequelas à vitima e à sua família.

Na prossecução da nossa missão, a NOVAMENTE emite parecer sobre o Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária (PENSE 2020) e sobre a proposta de obrigatoriedade da utilização do capacete para os condutores de bicicletas.

Veja aqui “PENSE e use a cabeça” e 2) “Carta sobre o PENSE”.

Grupo de PARES do Porto realizou o seu Jantar de Natal 2016

Os grupos de PARES desejam a todos as Boas Festas!

Levámos a Carta do Cuidador da pessoa com TCE à Assembleia da República

A NOVAMENTE, na pessoa da Dra. Vera Bonvalot (Diretora Executiva) juntamente com uma vítima de traumatismo crânio encefálico (TCE) e sua cuidadora, foram à Assembleia da República entregar a carta do cuidadora da pessoa vítima de TCE aos grupos parlamentares do Partido Social Democrata: Deputadas Dra. Isaura Pedro e Dra. Fátima Ramos e o Dr. Rui Tabosa na qualidade de Assessor parlamentar; Partido Popular: Vice presidente da Assembleia da República, Teresa Caeiro; Partido Comunista Português: Deputada Carla Cruz e o Bloco de Esquerda, deputado Jorge Falcato.

A carta contém 4 pontos essenciais: 1) o que é ser pessoa depois de um dano grave cerebral*; 2) o que é ser cuidador de pessoa com dano cerebral adquirido; 3) as principais necessidades do cuidador e 4) algumas informações sobre a Novamente na qualidade de entidade representante dos cuidadores de pessoas que sofreram um TCE.

*O dano cerebral adquirido pode ser um AVC, um traumatismo craniano, um tumor, levando ao coma e a um caminho hospitalar longo e de recuperação. Um diagnóstico totalmente aberto e ambíguo, sem certezas do fim.

O cuidador informal tem necessidades e uma percepção diferente de acordo com o seu perfil, contexto familiar e financeiro, evolução do caminho percorrido e sequelas na vitima que cuida, que podem ir desde o apoio informativo na fase aguda após o dano cerebral, interlocutor único, formação e capacitação do papel de cuidador, apoio emocional e psicológico continuo, recursos adequados, entre tantas outras necessidades.

Somos a única instituição que representa as famílias e vítimas de traumatismo crânio encefálico, mas sem apoio estatal por sermos uma resposta atípica para a Segurança Social.

A carta tem como objetivo dar a conhecer a realidade especifica destes cuidadores, diferentes de todos os outros e permitir que na implementação de direitos do cuidador este grupo seja tomado em conta.

Consulte aqui a Carta do Cuidador da Pessoa com TCE

Recebemos o Projeto LUCAS

No seguimento da apresentação dos resultados do projeto LUCAS – Inclusão social, igualdade de oportunidades e melhoria de qualidade de vida de pessoas com deficiência adquirida e familiares através do desporto – o grupo veio às instalações da NOVAMENTE visitar-nos e conhecer-nos melhor. Alguns dos nossos sobreviventes de traumatismo crânio encefálico participaram neste projeto.

I Encontro do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos

Marcámos presença no I Encontro do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH).

O Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH) durante dois anos fez investigação e entrevistas sobre a realidade em Portugal, resultando num relatório.

Neste Encontro do ODDH, nos dias 12 e 13 dezembro, celebram-se os 10 anos desta Convenção dos Direitos Humanos para a Deficiência. As entidades representantes da deficiência reúnem-se e fazem propostas sobre a melhor forma de se atingir as alterações discutidas.

Leia aqui o artigo de opinião da Dra. Vera Bonvalot

 

 

Realizámos a Assembleia Geral

Realizou-se, no passado dia 9 de Dezembro, a Assembleia Geral da NOVAMENTE, onde foi aprovado o Plano de Atividades e o Orçamento para 2017.

Estivemos na SIC Notícias

O traumatismo crânio encefálico é uma das causas de deficiência que deixa muitas pessoas dependentes de cuidados de terceiros. Para falar deste problema, Vera Bonvalot, Diretora Executiva da NOVAMENTE, uma associação criada por pais, médicos e amigos de Traumatizados Cranio encefálicos foi convidada para ir à SIC NOTÍCIAS.

Veja aqui

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –