Info Útil

Prémio Janssen Neurociências

Até ao dia 30 de Setembro de 2011 os interessados podem candidatar-se ao Prémio Janssen Neurociências: Um prémio de investigação no valor de 50 mil euros, que visa distinguir um trabalho científico de excelência nesta área, desenvolvido em instituições portuguesas.

Os trabalhos podem ser submetidos por uma única pessoa ou por um grupo de pessoas (equipa de investigação), através do site www.janssen.pt, e devem ser elaborados no âmbito de um projeto de investigação científica na área das Neurociências, concluído após 30 de Setembro de 2008. Os trabalhos têm de ser no total ou maioritariamente realizados em instituições portuguesas – unidades hospitalares, estabelecimentos de ensino superior e/ou centros de investigação (Regulamento disponível no website em cima).

O Prémio conta com o patrocínio científico da Sociedade Portuguesa de Neurociências, a Sociedade Portuguesa de Neurologia e a Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental.

Indra desenvolve tecnologia acessível para pessoas com deficiência

A empresa Indra tem vindo a desenvolver tecnologia acessível para pessoas com deficiência. Destacamos dois softwares – Headmouse e Virtual Keyboard – lançados em vários países e que se destinam a pessoas com deficiência motora. Ambos são gratuitos para download.

O HeadMouse (clique aqui) é uma solução tecnológica que permite às pessoas com mobilidade limitada (incapacidades motoras, paralisia, tetraparesia), através de uma webcam, controlar o cursor do rato com movimentos de cabeça, para a função de arrastar, e com gestos faciais (olhos e boca), para fazer click.

O VirtualKeyboard (clique aqui) é uma aplicação que permite a pessoas com limitações a nível motor escrever textos em qualquer computador controlando o cursor através do monitor. Este software é um complemento do HeadMouse e também não requer formação prévia. Funciona através de uma aplicação que aparece no monitor e que permite a escrita de textos carregando nas teclas virtuais.

Download

Para mais informações

IEFP passa a dar mais apoios a entidades que empregam deficientes

O IEFP também podia compensar as empresas privadas das despesas com retribuição mas isto só podia acontecer por cinco anos, prorrogáveis até mais cinco anos se o trabalhador não atingisse capacidade produtiva superior a 75% da capacidade normal exigida a outra pessoa nas mesas tarefas. Mas também haverá mudanças aqui. Este apoio será devido até que o trabalhador atinja essa capacidade de 75% ou até que transite para um regime normal de trabalho. E sempre que o trabalhador atinja a capacidade produtiva de 75% mas não seja possível a sua transferência para o regime normal de trabalho, os apoios serão renovados anualmente.

Os centros de emprego protegidos são estruturas produtivas ou pessoas colectivas de direito público ou privado que proporcionam a pessoas com deficiência, incapacidade ou capacidade de trabalho reduzida a possibilidade de estas exercerem uma actividade profissional e desenvolverem competências necessárias à sua integração, sempre que possível, em regime normal de trabalho.

O IEFP também passa a conceder apoio à gestão dos centros de emprego protegidos, se assim for solicitado, além dos apoios à instalação e funcionamento já previstos.

 

Agricultura, via para emprego inclusivo

A Fundação ADFP promove um negócio sustentável de pastorícia na Serra da Lousã com o objectivo de criar emprego para pessoas portadoras de deficiência, vítimas de exclusão social e empregados de longa duração.

Mais informações

Workshop – Desporto adaptado

A Associação Portuguesa de Deficientes (APD) vai realizar no dia 3 de Setembro de 2011, no Pavilhão Municipal do Casal Vistoso, em Lisboa, o Workshop “Desporto Adaptado”.

O objectivo desta iniciativa é divulgar os desportos que actualmente são praticados por pessoas com deficiência, a sua importância no desenvolvimento físico e psicológico dos atletas e o papel fundamental do desporto ao nível da sensibilização da sociedade para as capacidades e potencialidades das pessoas com deficiência.

World Bike Tour pela Inclusão 2011

No próximo sábado, dia 25 de Junho, entre as 10:00h e as 18:00h, todos aqueles que tenham eficiência motora  podem experimentar uma Handbike com o apoio da equipa do World Bike Tour.

Basta deslocarem-se até ao Parque das Nações, zona do Pavilhão de Portugal, e lá encontrarão o Camião do World Bike Tour, sendo que o staff presente os ajudará e explicará o funcionamento da Handbike.

Pelas 16:30 horas e com cobertura televisiva, tem lugar um passeio, sinalizando este dia dedicado à Inclusão e às crianças, com as pessoas com deficiência nas suas cadeiras em torno do Rossio dos Olivais no Parque das Nações, num percurso de cerca 800 metros.

Não é necessária pré-inscrição. Apareçam e  divulguem esta iniciativa! Divirtam-se!

Pedro, um caso de sucesso

No âmbito das actividades culturais da Câmara Municipal de Mafra, o atelier de Artes Plásticas no Complexo Cultural Quinta da Raposa em Mafra realizou uma exposição de pintura. Esta exposição é fruto do trabalho de um ano lectivo. Um dos alunos do atelier, chama-se Pedro Esteves e é sobrevivente de TCE. A sua pintura está exposta na Casa de Cultura da Malveira.
Como não podia deixar de ser, pela sua paixão por motas, a sua pintura é de Valentino Rossi e a sua mota Yamaha.

Museus com visitas gratuitas em 2011 para pessoas com deficiência

Aproxima-se a a época de férias e deixamos aqui uma sugestão:

O Instituto dos Museus e da Conservação (IMC) anunciou que entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2011 as pessoas com grau de incapacidade motora igual ou superior a 50% (condição que poderá ser comprovada pela apresentação de atestado de incapacidade multiusos) têm entrada gratuita nos Museus e Palácios sob a tutela do IMC.

Aproveite e divirta-se!!! Boas férias!

Prémio Europeu para as Cidades Acessíveis – candidaturas abertas

A promoção da acessibilidade é um dos pilares da Estratégia Europeia para a Deficiência, a União Europeia promove, pela segunda vez, este ano, o Prémio Europeu para as Cidades Acessíveis.

Este Prémio distingue cidades com um mínimo de 50 000 habitantes que desenvolvam iniciativas para melhorar significativamente a acessibilidade a pessoas com deficiência e estejam empenhadas em continuar a fazê-lo, de modo sustentado, servindo assim de modelo de boas práticas para outras cidades europeias.

As áreas em escrutínio são:

  1. meio edificado e via pública;
  2. transportes e respectivas infraestruturas;
  3. informação e comunicação, através nomeadamente da utilização de novas tecnologias;
  4. equipamentos colectivos e serviços.

As candidaturas encontram-se abertas até 20 de Setembro de 2011 e o Prémio será anunciado em Bruxelas, no decorrer de um evento que terá lugar a 1-2 de Dezembro de 2011.

Pode consultar as condições de candidatura na página da Comissão Europeia sobre deficiência (em inglês).

Repsol inova com 1ª Estação de Serviço em Portugal com total acessibilidade

Localizada em Algés, no concelho de Oeiras, a estação de serviço de Algés representa mais um importante contributo económico e social da Repsol, permitindo a criação de 12 novos postos de trabalho, três dos quais são pessoas portadoras de deficiência motora ou cognitiva, que são apoiados por um supervisor com experiência na gestão de equipas com elevado grau de diversidade.
Esta estação é gerida pela subsidiária Gespost, que integra voluntariamente 3% de pessoas com deficiência, na operação das principais estações de serviço da marca Repsol em Portugal.

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –