Estudo sobre o traumatismo crânio-encefálico (TCE)

A Ordem dos Médicos publicou um estudo sobre o traumatismo crânio-encefálico (TCE), em que este revela que numa década as lesões na cabeça diminuíram mas tornaram-se mais graves. Este estudo diz respeito à década de 2000-2010.

Neste período de tempo, houve 72.865 mil internamentos registados nos hospitais públicos,  a maioria devido a quedas acidentais. Estas aumentaram 20%, passando de 48% para 68%. Causa? Envelhecimento da população portuguesa.

Prova de ter havido menos casos, mas mais graves é o facto de os traumatismos moderados a graves, praticamente duplicaram de 47% para 80%.

Por último, mencionar que os homens estão em maioria, significando 64% dos internamentos registados.

Fonte: Jornal Expresso

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –