O Que é?

O que é o Traumatismo Crânio-Encefálico?
É uma disfunção cerebral, transitória ou permanente, que resulta do impacto entre o crânio e um agente externo, como sucede por exemplo numa queda, ou quando se é atingido por um projéctil.

Estrutura e funções do cérebro humano
O cérebro humano é composto por biliões de células nervosas.

Estas células estão organizadas de forma a exercerem controlo sobre as emoções, o comportamento, o movimento e as sensações. Para poder compreender isto de forma clara, será útil conhecer um pouco a estrutura e o funcionamento do cérebro.

O cérebro está dividido em duas partes que se assemelham na sua aparência, mas que são distintas nas suas funções.

Cada metade é um hemisfério (ver figura 1). Cada hemisfério cerebral encontra-se dividido em 4 áreas separadas chamadas lóbulos.

 

Para a maioria das pessoas, o hemisfério esquerdo do cérebro controla as funções verbais incluindo a linguagem, pensamento e a memória de palavras. O hemisfério direito controla as funções não verbais, o que inclui actividades como o reconhecimento de diferentes padrões visuais ou desenhos, ler e interpretar mapas e apreciar a música. O hemisfério esquerdo está igualmente envolvido na expressão e compreensão das emoções.

Apesar de cada hemisfério ser responsável por diferentes funções, ambos trabalham de forma articulada com a função de controlar as actividades do corpo. O hemisfério direito do cérebro controla o lado esquerdo do corpo. O hemisfério esquerdo do cérebro controla o lado direito do corpo, pelo que, uma lesão do lado esquerdo do cérebro poderá causar problemas de movimentos ou falta de força do lado direito do corpo.

As diferentes zonas do cérebro controlam diferentes funções.

O efeito da lesão cerebral, em parte, poderá ser determinado pela localização da lesão. (ver fig. 2).

Quais os danos de um Traumatismo Crânio-Encefálico?
Um traumatismo craniano de alguma gravidade provocará uma alteração do estado de consciência.
Nalguns casos em que haja lesão cerebral, os sintomas prendem-se com a área do cérebro afectada e podem ser motores, como paralisias, ou sensitivos, visuais etc. É comum haver consequências cognitivas como alteração da memória, ou outras, como cefaleias.

Consequências
Os impactos da lesão variam de pessoa para pessoa em função de muitos factores que incluem:

– Factores pessoais
– Factores associados à lesão
– Factores associados à reabilitação

As consequências podem ser:
Físicas
– Problemas de movimento
– Dificuldades na coordenação motora e equilíbrio
– Menor força física
– Lentidão nos movimentos corporais
– Cansaço, fadiga e perdas de energia
– Perda de sensações (sensibilidade ao toque, olfacto, visão)
– Epilepsia pós-traumática

Cognitivas
– Atenção e concentração: dificuldade em manter-se atento na realização de uma tarefa, ou num pensamento, sendo fácil distrair-se.
– Linguagem e comunicação:
dificuldades na compreensão do que é dito, ou na produção do discurso; podem surgir problemas na leitura e na escrita.
– Percepção: dificuldade em organizar e compreender informação sensorial.
– Memória: dificuldade em recordar-se.
– Raciocínio lógico: dificuldade em utilizar o pensamento para resolver problemas.
– Funções executivas: dificuldade em organizar e planear as actividades, dificuldade em iniciar actividades.

Emocionais
Depressão
– Alterações de humor
– Irritabilidade
– Ansiedade

Comportamentais
Impulsividade
– Agressividade
– Apatia
– Falta de iniciativa

Agradecemos ao Centro de Reabilitação de Gaia e ao Dr.Nuno Lobo Antunes a cedência desta informação.

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –