Ser cuidador de um TCE

O que é o “Cuidador”?

Sugestões para cuidadores

Como pode a Família e o cuidador lidar com a lesão cerebral?

Qual o papel da família e cuidador na reabilitação?



1. O que é o “Cuidador”?
Uma doença ou uma lesão num dos membros de uma família afecta todo o sistema familiar e aqueles que lhe estão próximos. Se a doença é crónica, os papéis familiares regulares, as rotinas e responsabilidades poderão ser interrompidas ou alteradas. Uma das primeiras mudanças é que alguém fica como “cuidador” da pessoa doente.
O cuidador é aquele que assegura os cuidados primários de outra pessoa, quer de forma temporária quer em termos permanentes, apoiando-o em termos emocionais, cognitivos, físicos, para as actividades da vida diária e/ou outras.
Esta não é uma tarefa fácil e a sua adaptação a este papel poderá ser um desafio. Peça ajuda à NOVAMENTE para adquirir conhecimentos e força para este papel.


2. Sugestões para cuidadores

Normalmente, quando cuidamos de outra pessoa as nossas necessidades pessoais são esquecidas.
É importante que quem cuida esteja também atento aos seus sentimentos e às suas necessidades para a manter o equilíbrio e bem-estar pessoal necessários para estar disponível para cuidar de outra pessoa.
As seguintes sugestões poderão ajudar:

2.1. Não faça tudo sozinho: peça ajuda
Os cuidadores, muitas vezes, tentam resolver tudo sozinhos. Esperar demasiado de si mesmos cria um acréscimo de stress. Não tenha receio de pedir ajuda. Procure opções sobre serviços de assistência, como por exemplo, apoio de 3ª pessoa em casa ou serviços de transporte adaptado. Identifique pessoas das suas relações (outros familiares, amigos) a quem possa pedir ajuda.

2.2. Viva um dia de cada vez
Há sempre muitas coisas para fazer e os dias têm sempre as mesmas horas. Defina prioridades, há sempre coisas que podem esperar.

2.3. Tenha o seu tempo de lazer
Procure contextos seus nos quais a pessoa com lesão cerebral não esteja. Uma hora por dia, uns dias, um fim-de-semana ou uma semana fora, são momentos fundamentais para restabelecer equilíbrio e recuperar energias.

2.4. Mantenha as suas relações sociais
Mantenha os seus contactos pessoais e guarde tempo para poder estar com essas pessoas.

2.5. Cuide de si mesmo
Os cuidadores têm um risco acrescido de desenvolver doenças relacionadas com o stress. Faça exercício físico, o exercício aumenta a energia, diminui a ansiedade e previne a depressão, mantém ou melhora o tónus muscular e aumenta a autoconfiança.
Aprenda estratégias de relaxamento: a respiração, meditação, ou relaxamento muscular progressivo são alguns exemplos.

2.6. Participe em grupos de apoio
Os grupos de apoio dão oportunidade de partilhar experiências, problemas e preocupações. As pessoas que vivenciam situações semelhantes compreendem bem os seus sentimentos. Contacte a NOVAMENTE para saber mais sobre grupos em que possa participar.

2.7. Procure manter o seu sentido de humor
O riso é um grande factor redutor do stress porque lhe permite, por um momento, não estar a pensar em mais nada.


3. Como pode a Família e o cuidador lidar com a lesão cerebral?
A família desempenha um papel fundamental no processo de reabilitação. É imprescindível receber informação sobre o estado do seu elemento lesionado, para poder compreender a razão das suas dificuldades assim como, aprender as estratégias para lidar com essas mesmas dificuldades. A família e os seus membros são actores fundamentais na parceria com os profissionais de reabilitação.
É também importante que os familiares tenham oportunidade de apoio psicológico, por exemplo, em grupos de auto-ajuda e possam participar em grupos psico-educativos.


4. Qual o papel da família e cuidador na reabilitação?
Apoiar os técnicos com informação biográfica
– Ser parceiro no processo de reabilitação
– Apoio emocional

A família deve estar envolvida o mais cedo possível no processo de reabilitação da pessoa com lesão cerebral. Este envolvimento é fundamental para garantir o sucesso da reabilitação.

4.1. Apoiar os técnicos com informação biográfica
Um dos primeiros papéis que a família exerce na reabilitação é ajudar os técnicos a conhecer melhor a pessoa com lesão cerebral (história clínica, características e estilo de vida pré-lesão, percurso profissional), de forma a aumentar o entendimento destes sobre as alterações provocadas pela lesão.

4.2. Ser parceiro no processo de reabilitação
A incerteza sobre a extensão da lesão e dos seus impactos, é uma das primeiras dificuldades com as quais a família se depara.
As equipas de reabilitação podem prestar informação sobre a lesão cerebral e as consequências que esta terá no funcionamento do seu familiar, para que as famílias possam tomar decisões informadas sobre a reabilitação do seu familiar.
A família deve trabalhar em conjunto com a equipa de reabilitação para garantir a continuidade e a consistência das estratégias de reabilitação em todos os contextos da pessoa. As decisões sobre o processo de reabilitação devem ser tomadas em conjunto pela pessoa, família e equipa técnica.

4.3. Apoio emocional
A preocupação, carinho e motivação que apenas a família pode providenciar, é essencial ao longo do processo de reabilitação. A recuperação é um processo lento e longo, pelo que a pessoa e a família podem ficar impacientes e desmotivados. È muito importante que a família seja compreensiva e tenha um papel na manutenção da motivação ao longo deste processo.

4.4. Identificar necessidades e recursos
Os impactos da lesão cerebral provocam alterações no funcionamento de toda a família. A melhor forma de se preparar para viver com a lesão cerebral é identificar as necessidades da sua família. Algumas destas serão para toda a vida, outras irão existir apenas por um pequeno período de tempo.
Uma vez sinalizadas as suas necessidades poderá procurar o serviço existente na sua comunidade que melhor o poderá apoiar*. Isto pode demorar muito tempo e ser difícil – ser persistente é muito importante.

Consulte:

Guia de orientação para as famílias de pessoas com traumatismo crânio encefálico (fase de internamento hospitalar) – Clique aqui

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –