Tag: Estudos

Colaborámos com o programa SEFORIS

O SEFORIS é um programa de investigação financiado pela União Europeia (UE), com a colaboração da Universidade de Aveiro, cuja finalidade é conhecer melhor o papel que as empresas sociais desempenham na UE e, além disso, no desenvolvimento e evolução de sociedades inclusivas e inovadores.

A Dra. Vera Bonvalot (Diretora Executiva) foi uma dos (as) 1000 diretores (as) de empresas sociais de diferentes países da Europa que foram entrevistados.

Saiba mais aqui

How can the EU policies increase the participation of persons with disabilites

Consulte aqui a apresentação

Erzsbet Foldesi – EDF Board Member

EU Labour Force Survey – 2011 & Statistics on income and living conditions (…)

Consulte aqui a apresentação

Pascal Wolf
Lucian Agafitei

Impact of Redistributive and regulatory provisions in the Promotions of Active Citizenship

Consulte aqui a apresentação

Bjorn Hvinden

Acquired Brain Injury: The numbers behind the hidden disability

A Headway UK lançou um novo relatório durante a semana “Action for Brain Injury”. Esta semana é uma oportunidade para a Headway UK e os seus grupos de trabalho e ramificações alertarem para a importância da lesão cerebral adquirida.

O relatório intitulado Acquired Brain Injury: The numbers behind the hidden disability mostra pela primeira vez um cenário real sobre o aumento do número de casos de lesão cerebral adquirida admitidos nos Hospitais do Reino Unido a cada ano.

Os dados mostram um aumento alarmante de 10% nas admissões. O aumento de 24% de mulheres admitidas por lesão cerebral é particularmente preocupante. O objetivo deste relatório é alertar e sensibilizar cada vez mais pessoas para o aumento a cada ano dos casos de lesão cerebral e as condições e causas da lesão cerebral adquirida.

A Biopolítica na Alteridade Radical do Estado Vegetativo

O artigo versa sobre o tratamento jornalístico nacional dos casos de estado vegetativo de Schiavo e Englaro – um diagnóstico também ele resultante de lesão traumática crânio-encefálica – e o seu papel na epistemologia e bioética deste diagnóstico.

Consulte aqui

Estudo sobre o Impacto Sócio Familiar do Traumatismo Crânio Encefálico.

Na mesa redonda anual da novamente na Gulbenkian, com os nossos principais parceiros, apresentámos o trabalho realizado, a visão para 2020 e o resultado do Estudo sobre o Impacto Sócio Familiar do Traumatismo Crânio Encefálico. 

Veja aqui a reportagem na SIC

Veja aqui fotos

Consulte aqui o estudo

Com o apoio do Programa Operacional de Assistência Técnica – POAT

BARRAPOATFSE

Estudo sobre o traumatismo crânio-encefálico (TCE)

A Ordem dos Médicos publicou um estudo sobre o traumatismo crânio-encefálico (TCE), em que este revela que numa década as lesões na cabeça diminuíram mas tornaram-se mais graves. Este estudo diz respeito à década de 2000-2010.

Neste período de tempo, houve 72.865 mil internamentos registados nos hospitais públicos,  a maioria devido a quedas acidentais. Estas aumentaram 20%, passando de 48% para 68%. Causa? Envelhecimento da população portuguesa.

Prova de ter havido menos casos, mas mais graves é o facto de os traumatismos moderados a graves, praticamente duplicaram de 47% para 80%.

Por último, mencionar que os homens estão em maioria, significando 64% dos internamentos registados.

Fonte: Jornal Expresso

Realidade da Deficiência em Portugal

O Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH), ao qual pertencemos, terminou um estudo sobre a realidade da deficiência em Portugal. Com a nossa participação ficou garantido que casos como o das vítimas de TCE foram tidos em conta. Este estudo tem o objectivo inicial de dar o panorama da deficiência em Portugal.  Primeiro será entregue internamente e posteriormente será transformado em relatório oficial já solicitado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela European Disability Forum (EDF).

Parceria FIRAH – International Foundation Applied Disability Research

Passámos a 1ª fase de candidaturas!!!

A Novamente juntou-se ao Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas na candidatura ao FIRAH – International Foundation Applied Disability Research em Março (2014) para um estudo com a duração de 2 anos, com o propósito de quantificar o custo do Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE) através da participação ativa dos sobreviventes de TCE e dos seus cuidadores, a realizar-se em Portugal, na Dinamarca com a Danish Brain Injury e no Reino Unido com a Headway – The Brain Injury Association.

Terminado o estudo, o objetivo é aumentar o conhecimento do impacto e custos do TCE de maneira a desenvolver e criar mudanças a nivel legislativo no panorama nacional e internacional.

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –