Tag: Grupos de Encontro

Viagem de Barco à Vela com o Grupo de PARES de Cascais

O grupo de PARES de pessoas com Traumatismo Crânio-Encefálico de Cascais aventurou-se numa viagem de barco à vela pela costa de Cascais.

Esta foi uma bela oportunidade de comemorar o fechar de um ano letivo de encontros deste grupo. Durante este período foi possível a partilha de histórias de vida, um começar a acreditar novamente, um início de uma amizade, momentos de reflexão e análise, apoio mútuo e olhar em frente para os próximos passos a dar…

Veja aqui as fotos

Grupos de PARES de pessoas com TCE em Serralves

No passado dia 20 de Julho, o Grupo de PARES de Cascais reuniu-se com o Grupo de PARES do Porto para uma visita ao Museu da Fundação Serralves e depois seguiu-se um piquenique nos jardins de Serralves.

Esta foi uma excelente oportunidade para os sobreviventes de Traumatismo Crânio Encefálico dos dois Grupos de PARES se conhecerem e trocarem experiências de vida e impressões sobre as obras de arte no Museu.

A novamente agradece todo o apoio e disponibilidade à Fundação Serralves e à Raríssimas para a concretização desta encontro.

Veja aqui as fotos

“Música e Emoções” – uma forma de expressão

O Grupo de Pares para pessoas com lesão cerebral adquirida (LCA) pretende encetar, de uma maneira geral, um contexto propício à partilha de experiências sendo, deste modo, fundamental que as pessoas com lesão cerebral adquirida, e as suas famílias, possam refletir em torno das suas experiências.

Não obstante disso, a lesão cerebral adquirida traz consigo dificuldades ao nível das esferas físicas, psicológicas, emocionais, comportamentais e sociais, pelo que os grupo de pares adquirem, assim, um papel fundamental no que concerne à vertente psicoeducativa das pessoas com LCA, e as suas respetivas famílias, para lidarem com as contrariedades com que se deparam no seu quotidiano. Foi a pensar nesta premissa que os participantes do grupo de pares para pessoas com traumatismo crânio encefálico (TCE), em conjunto com os seus coordenadores, levaram a cabo, no passado sábado, uma sessão com um intuito psicoeducativo, subordinado ao tema da ‘Música e Emoções’, na qual refletimos sobre o que é a música, o que são as emoções e de que forma a música (ou a arte) pode ser uma forma de expressão de emoções e sentimentos. Pretende-se, deste modo, evidenciar o caráter de suporte emocional subjacente aos grupos de apoio e, também, a sua dimensão psicoeducativa no âmbito da lesão cerebral adquirida, em geral, e no TCE, em particular..

1º Encontro de pessoas com TCE em Cascais

O Grupo de PARES de Pessoas com Traumatismo Crânio Encefálico (TCE), teve início no passado dia 23 de Abril de 2013 onde foi possível a partilha de histórias de vida, o firmar de relações inter-pessoais e o expressar acerca do conceito de auto-imagem e auto-confiança.

Os próximos encontros terão por um lado, uma vertente temática, cujo os temas de interesse serão sugeridos pelos participantes através de debate e reflexão e por outro lado, uma vertente lúdica com atividades programadas como idas ao teatro, ao cinema, entre outras.

O objectivo destas reuniões é que os participantes se sintam apoiados e acompanhados nesta caminhada e também irem encontrando soluções através da partilha e troca de experiências, aumentando assim a sua qualidade de vida.

O nosso obrigado a todos os presentes e também à Rita Pedro, coordenadora do Grupo de PARES.

Grupo de PARES de pessoas com TCE – Porto

As pessoas com Traumatismo Crânio Encefálico, em particular, e com lesão cerebral adquirida, em geral, tem ao seu encargo a tarefa de lidarem com as consequências físicas, psicológicas, emocionais e sociais que advém da sua problemática. Neste sentido, os grupos de suporte adquirem uma preponderância fundamental ao auxiliarem estas pessoas a partilharem as suas experiências, a readquirem o controlo da sua vida, uma melhor qualidade de vida e o seu sentido de pertença à comunidade. Foi atendendo a esta premissa que se refletiu sobre a importância de trabalhar para alcançar determinados objetivos pessoais. A última reunião foi, por isso, marcada pela partilha de experiências e pela discussão de ideias e expectativas acerca dos objetivos inerentes a um grupo de pares, salientando-se, como súmula do que foi mencionado, a necessidade de cada um trabalhar com vista à concretização dos seus objetivos pessoais. Assim, emergiu o desafio que foi colocado aos participantes do grupo de pares foi para organizarem, cada um deles, ou seja, individualmente, uma exposição de caráter mais educativo acerca de um tema à sua escolha. Esperamos, deste modo, ir ao encontro da realização do referidos objetivos pessoais e da concretização (ou superação) das expectativas.

“As Expectativas e as Necessidades dos Utentes dum Grupo de Apoio para Pessoas com Lesão Cerebral Adquirida”

O Grupo de Encontro de pessoas com TCE reuniu-se mais uma vez no passado dia 6 de Abril, no Porto. Leia as reflexões deste grupo de encontro:

As Expectativas e as Necessidades dos Utentes dum Grupo de Apoio para Pessoas com Lesão Cerebral Adquirida.

As pessoas com lesão cerebral adquirida (LCA), e os respetivos cuidadores/familiares/outros significativos, transportam consigo um conjunto de expectativas e necessidades que devem ser reconhecidas e colmatadas.

A Novamente, atenta a esta questão, e com a colaboração dos seus diversos profissionais, procurou estabelecer e proceder à administração de um protocolo de avaliação do impacto dum programa de grupo de pares para pessoas com lesão cerebral adquirida.

Pretendemos, assim, obter informação/formais e meios que possam contribuir para o cerne do nosso trabalho no sentido da promoção da qualidade de vida, do empoderamento e do funcionamento cognitivo, familiar e interpessoal das pessoas com LCA e dos respetivos cuidadores/familiares e/ou outros significativos cumprindo, deste modo, com pequenos passos, a missão com a qual nos comprometemos.

Grupo de PARES de pessoas com TCE – Porto

A nomenclatura “Recriarte” foi escolhida por todos os elementos que constituem o Grupo de Pares de pessoas com TCE, que decorre, atualmente, no Porto, para o grupo que vão criar no Facebook. O objetivo subjacente à criação de um grupo virtual prende-se, por um lado, com o estreitamento das relações que começam a florescer entre os participantes deste grupo de apoio e, por outro, com a continuidade da comunicação entre os elementos do grupo, para além das sessões presenciais dinamizadas no âmbito do grupo de pares.

Numa sessão marcada pela discussão em torno da importância que a arte pode ter na expressão das emoções e sentimentos, houve, de igual modo, tempo para os participantes refletirem acerca das experiências positivas advindas do seu TCE. Neste sentido, e como forma de conclusão da sessão de grupo de pares, torna-se, deste modo, preponderante desenvolver a capacidade de empreendedorismo para ultrapassar as barreiras e as dificuldades que as pessoas que sofreram um TCE enfrentam no seu quotidiano. “Independentemente de todas as barreiras e dificuldades vale sempre a pena continuar a lutar por um futuro melhor”. Esta foi a mensagem de encerramento e reflexão de mais uma sessão do grupo de pares.

Veja as fotos

Grupo de PARES de pessoas com TCE. Um sonho que começa no Porto

É preciso começar por acreditar e com a ajuda da Junta de Freguesia de Ramalde, do CRPG de Gaia, pais e voluntários, arrancou, no passado sábado – 16 de Fevereiro, o Grupo de Pares no Porto.

Jovens adultos que sofreram TCE grave e que têm muita experiência de vida a trocar e algo a aprender e a dar uns aos outros, começaram a reunir-se 2 vezes por mês em Ramalde.

Um grande obrigada ao Filipe Campos, pais e irmã, obrigada à Patrícia e Emanuel, à Dra. Sandra Guerreiro e claro, à Junta de Freguesia de Ramalde.

Ainda temos abertas inscrições para os que ainda se querem juntar a estes encontros.

Saiba mais

 

Conheça o Grupo de PARES de pessoas com TCE

São pequenos grupos de inter-ajuda, organizado e integrado por pessoas que passam ou passaram pela mesma situação/problema, com vista a encontrar soluções pela partilha de experiências e troca de informação.

Quais os objetivos dos encontros?

1. Ajudar os membros do grupo a ter um papel ativo na resolução dos seus problemas e a ganhar controlo sobre as áreas da sua vida;

2. Proporcionar apoio, encorajamento e informação;

3. Promover a auto-estima, autoconfiança e estabilidade emocional;

4. Fomentar a intercomunicação e o estabelecimento de relações de suporte positivas;

5. Aumentar a qualidade de vida através da promoção do sentido de comunidade e pertença, do funcional dos membros do grupo.

Duração: Fevereiro a Julho 2013

Os grupos reúnem-se em Cascais (sede da novamente) e no Porto (Junta de Freguesia de Ramalde)

Saiba mais:

Porto

Cascais

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –