Turismo Acessivel

  1. A persistência de “um muro de três ou mais metros”
  2. Prazo de dez anos para obras de acessibilidade já terminou. E agora?
  3. Um mercado em crescimento, mas ainda não acessível
  4. Visita aos Jerónimos de cadeira de rodas: “Não foi terrível, até foi bom”
  5. O problema da fiscalização: afinal de quem é a responsabilidade?
  6. Número de queixas ainda é baixo
  7. E o que está a ser feito?

Leia aqui

© 2011 Associação Novamente. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Brandia Central. | RSS –