,

I CONFERÊNCIA NOVAMENTE- CAPACITAR PARA O EMPREGO (a pessoa com deficiência)

Anunciamos com entusiasmo a I CONFERÊNCIA NOVAMENTE – CAPACITAR PARA O EMPREGO (a pessoa com deficiência). Esta Conferência surge na sequência de 9 Mesas Redondas promovidas pela novamente, na Fundação Calouste Gulbenkian, para dar resposta a problemáticas debatidas com as entidades participantes. Público a quem se dirige: Pessoas com deficiência e seus cuidadores, Entidades ligadas à deficiência, Empresas com interesse na empregabilidade, Escolas e áreas de formação. Junte-se a nós dia 9 de Outubro, no Auditório 3 da Zona de Congressos. RESERVA GRATUITA MAS OBRIGATÓRIA através do link: https://www.eventbrite.pt/d/portugal–lisboa–85687367/novamente/. Mais informações contacte: anovaes@novamente.pt. Até lá.

 

PARA QUEM….

Pessoas com deficiência
Associações, Fundações e Instituições que representam ou servem pessoas com deficiência, seus cuidadores e familiares ou seus direitos humanos
Empresas com interesse na empregabilidade
Escolas e áreas de formação

PORQUE …
Há Universidades e departamentos a fazerem investigações de melhores praticas em Portugal e fora de Portugal;
Há associações da área da deficiência que se se têm dedicado à área de empregabilidade ao longo de anos e mais especificamente no ultimo ano;
Há empresas interessadas em abrir portas ao recrutamento de pessoas com deficiência;
Há a necessidade de se conseguir estar preparado e manter apto para emprego;
Há um gap entre a fase de escola e a realidade de inserção no dia a dia de emprego;
Alguns têm tido sucesso ou insucesso a anotar em algumas destas área.
É do interesse de todos conhecer o que se faz de melhor no país e em alguns casos, fora do país,
É importante conhecer e saber, quem faz o quê e como?
Há a experiencia e realidade fora de Portugal que interessa-nos a todos conhecer para não repetir erros e não descobrir pólvora

COMO:
Em três horas, através de 2 painéis (empregabilidade e capacitação) centrados na problemática da pessoa em si, vamos tentar descobrir e debater o que existe e como podemos absorver o que já foi descoberto e o que está a ser feito, para beneficio de todos os interessados.